Resenha Literária - Tarkin - Nerdaiada

jan
02

Resenha Literária – Tarkin

A Jornada de um Vilão

download

Escrito por James Luceno, um veterano da literatura Star Wars, Tarkin foi o segundo livro do Universo Expandido pós-Disney e também um dos primeiros a ser publicado no Brasil pela editora Aleph. Semelhante à obra anterior de Luceno, “Darth Plagueis”, que esta fora do atual canon estelar, o livro busca não apenas apresentar o epônimo vilão que controlava a Estrela da Morte, mas mostrar os eventos que moldaram sua personalidade e como ele chegou até o posto de Grão-Moff do Império.

Não existe muita complicação na trama do livro, que é sucinta e marginalmente interessante. O Império ainda é jovem na obra. Data apenas cinco anos após o golpe de estado de Palpatine e a máquina imperial ainda está se organizando. Tarkin, gênio militar e político dá época da antiga República está encarregado de gerir alguns dos recursos e fiscalizar a construção da estação móvel de combate que potencialmente irá botar a galáxia nos eixos baseando-se no medo. Um prólogo daquilo que aconteceria no Episódio IV da franquia de filmes.

No entanto um plano arquitetado por rebeldes, faz com que a nave de Tarkin, a Pico da Carniça seja roubada bem abaixo do nariz dele e da máscara de Vader, fazendo com que o lorde sombrio e o moff precisem deixar de lado os seus projetos e, a mando do Imperador, reaver a nave de última geração e capturar os rebeldes que estão fazendo propaganda contra o Império.

É pouco difícil de perceber que a história arquitetada é apenas uma desculpa para que o livro exista de fato. A priori, ela não traz nada de novo ao universo Star Wars e é tão contida em si mesmo que é quase como se não existisse no fim das contas. Mas esse não é um livro sobre rebeldes lutando contra uma ditadura maligna, é sobre explorar e delinear um dos personagens mais subutilizados da franquia. E nesse ponto, James Luceno acerta, principalmente por sair da tendência de se escrever de forma leve e voltado para o público jovem (que costuma ser chamado de jovem adulto).

Tarkin durante o período das Guerras Clônicas

Tarkin durante o período das Guerras Clônicas

Apesar de não se aprofundar em temas sombrios ou apresentar muita violência gráfica e verbal, “Tarkin” é um livro pesado para o meio em que está inserido, e também é um livro que se leva a sério. Mas isso não é apenas uma promessa descumprida do autor, o clima da narrativa é recheado da seriedade de Wilhuff Tarkin e a personalidade e a competência do Grão-Moff, apenas moff durante o livro, é apresentada com maestria.

É interessante notar que nesse ponto, o livro de Luceno é muito superior a “Herdeiro do Império”, de Timothy Zahn. Apesar de Thrawn ser elogiado como um dos maiores vilões de Star Wars, suas passagens em “Herdeiro do Império” deixam a desejar por não conseguirem mostrar sua inteligência e sagacidade, apenas repetindo para o leitor o quão competente ele é. No entanto, é possível realmente enxergar o tino estratégico e a astúcia do Tarkin de Luceno, sempre seco e observador, procurando padrões e marcas nos atos de seus inimigos. Se por um lado Thrawn é tratado quase como uma divindade, de pensamento e lógica incompreensível para seus pares – e de certa forma para o leitor – em “Tarkin” os planos do Moff se baseiam em métodos, insights e técnicas reconhecíveis – e portanto admiráveis –, tudo auxiliado pelos capítulos que mostram o seu passado e a formação de seu caráter taciturno, sombrio e controlador.

O livro conta com o ponto de vista de outros personagens que não o moff, no entanto tais passagens são bastante pontuais e muitas vezes descartáveis. Não que sejam mal escritas ou que não acrescentem nada a história, mas sendo personagens criados para o livro, parece estranho ao conjunto da obra os segmentos que mostram de perto os rebeldes que lutam contra o Império, já que, diferente de outros personagens, não se sabe nada sobre eles. Isso faz com que o ponto de vista dos rebeldes seja um tanto quanto deficiente, quase como se fossem parte de alguma outra obra. Tal problema seria sanado caso fossem mais explorados e possuíssem sua história e personalidade tão explorada quanto Tarkin, no entanto isto faria com que o livro tivesse de ser completamente diferente e fugisse de usa proposta.

7e3be2ae38959aa76a8e380132444f21-d8rm298

A presença do Imperador e de Darth Vader são interessantes à obra por mostrar um pouco mais destes personagens icônicos e apresentar a relação deles com o protagonista, que formam uma espécie de triunvirato dominante no Império. É certo que o Imperador é o líder incontestável de seu governo, mas seu governo só é o que é devido à presença do ex-jedi e do militar.

Neste aspecto, pode-se considerar que o segundo personagem mais explorado no livro é o próprio Império. E no tratamento deste aspecto a obra acerta tanto quanto como lidou com o protagonista. Durante a história é possível ver quais os processos e instituições que existem na máquina imperial, inclusive resgatando criações muito interessantes do Universo Expandido pré-Disney, como a COMPNOR (Comissão Para a Preservação da Nova Ordem) e a TaggeCo, uma companhia minerado sob o domínio de uma família de orientação militar. Além de ser uma história sobre a formação do Grão-Moff, também é sobre como o Império se tornou o que é.

Para um leitor casual talvez as informações sobre o Império pareçam desnecessárias e excessivas. Entre Departamento de Segurança Imperial, COMPNOR e Agência de Inteligência Naval, Inteligência Militar, Almirantado e Conselho Interno Imperial, Senado e Grão Vizires e moffs é fácil de perder-se nos detalhes. No entanto, para os fãs que buscam encontrar mais detalhes e fatos sobre o universo de Star Wars, “Tarkin” é uma obra muito apreciável. Não se pode, contudo, cometer o erro de esperar por perseguições e ação como é comum nos filmes e outras histórias da franquia. Tem espaço para isso no livro, mas sempre sob a ótica calculista do Grão-Moff e, portanto cheia de detalhes e pouco dinâmica, como deveria ser.

About Renan Barcellos

Na maioria das vezes escritor, Renan também é estudante de jornalismo e programador. Mas na verdade tenta fazer tanta coisa diferente que nem sabe o que colocar aqui.

Leave a comment

Procurar

Facebook

Nerdaiada no Twitter

Error code 89: Invalid or expired token.