Zerando Minha Steam - Semana 2 - A New Beggining - Nerdaiada

jan
29

Zerando Minha Steam – Semana 2 – A New Beggining

a-new-beginning-o

Acho que normalmente costumam usar um entre três tipos de viagem no tempo.

O primeiro deles, a pessoa volta no tempo, faz o que tem que fazer, muda as coisas e então volta para o futuro. E o futuro muda, mas nada é igual ao que a pessoa conhecia porque as coisas foram alteradas pelos seus atos. A linha temporal que ela havia vivido deixa de existir e o novo futuro substitui o antigo. Claro que isso traz um paradoxo. Se o futuro mudou, nunca houve necessidade da pessoa voltar no tempo para resolver qualquer problema que fosse. Então o que acontece com ela? Deixa de existir? Vira uma aberração temporal ambulante? Ou simplesmente nada acontece? Não faço a mínima ideia. O lance é que as pessoas que o viajante do tempo tentou ajudar simplesmente deixam de existir. Não há alivio para elas. É quase como um suicídio.

O segundo tipo é bem parecido com o primeiro. No entanto, ao alterar o passado, outra linha temporal surge, mas a original não é apagada. Não existe motivo para ser. O que significa que as pessoas que o personagem tentava salvar ainda estão lá na linha temporal delas sofrendo e morrendo e ao voltar para o futuro o viajante do tempo vai para uma linha temporal supostamente melhor. Mas só ele se dá bem nessa história, ou não. Discutindo mais sobre as criação/destruição de linhas temporais, acaba levando a coisas como o multiverso e aquela questão toda dos muitos mundos onde teria uma realidade pra cada probabilidade. Mas não vou falar disso.

O importante é o terceiro tipo. Um viajante do tempo não pode mudar o passado porque o passado já aconteceu. No passado da perspectiva linear do tempo, o viajante já tentou fazer as alterações e falhou. Ou então causou o que ele queria evitar.

O que quero dizer com isso tudo é que, a não ser que o jogo use alguns recursos narrativos e entre de cabeça no Sci-Fi, a missão de Fay está fadada ao fracasso. Não sei se o jogo irá tratar dessas questões. Sinceramente, não precisa. Claro que ponderar sobre essas coisas é um exercício interessante e o jogo só teria a ganhar caso buscasse lidar com isso. Mas sendo apenas entretenimento, não é uma obrigação.

Em todo caso, o jogo melhorou muito depois que eu saí da parte em que Fay conta a história de como ela chegou no passado. Os momentos dela no presente ficaram muito bem feitos. O capítulo dela indo à conferência foi particularmente divertido.

Uma coisa que achei problemática é que Salvador simplesmente some da trama. Ele é provavelmente preso durante a assembleia, pois se fingiu de um cientista que iria palestrar e dar um parecer sobre as usinas. Tudo bem ele ser preso e não aparecer mais, mas Fay não fez um diabo de um comentário. Apesar deles não se darem bem, ele é o único contato dela com o lugar de onde ela veio, é de se supor que ficaria minimamente preocupada.

Os problemas em relação à sincronia das vozes persiste. Aí eu me lembrei que a empresa é alemã e o jogo está em inglês. Tentei mudar o áudio para alemão mas não encontrei essa opção. Queria ver se o problema da sincronização das vozes e das animações seria sanado e se a dublagem em alemão seria melhor, mas não teve jeito. Tenho certeza de que eu vi essa opção em algum lugar, mas não encontrei. Talvez o idioma do áudio possa ser escolhido apenas no momento da criação de um New Game. O que é bem ruim.

Tempo total de jogo: 6 horas

Total do zerando minha steam: 6 horas

About Renan Barcellos

Na maioria das vezes escritor, Renan também é estudante de jornalismo e programador. Mas na verdade tenta fazer tanta coisa diferente que nem sabe o que colocar aqui.

Leave a comment

Procurar

Facebook

Nerdaiada no Twitter

Error code 89: Invalid or expired token.