SEGA “provoca” Nintendo e encoraja fãs a criar conteúdos baseados em Sonic - Nerdaiada

SEGA “provoca” Nintendo e encoraja fãs a criar conteúdos baseados em Sonic
set
14

SEGA “provoca” Nintendo e encoraja fãs a criar conteúdos baseados em Sonic

Após termos visto um remake completo de Metroid 2, apareceu também um incrível tributo a Sonic the Hedgehog. No entanto, apenas um dos dois foi retirado do ar. Na semana passada, o canal do YouTube Game Grumps jogou Green Hill Paradise Act 2, o fan game do Sonic. A SEGA percebeu, e deu um grande “joinha”.

sonic_print

“Já voltamos, é hora dos direitos autorais. Brincadeira. Continuem fazendo essas ótimas coisas, fãs do Sonic.” / “Eu… Eu não sei o que dizer. Obrigado. Eu estou muito feliz que vocês viram. Eu só vi este comentário agora. Meu coração está batendo mais forte do que a batida dos pés do Sonic.”

Ao invés de contratar advogados ou dar um strike na Game Grumps e a equipe da Green Hill Paradise Act 2 com uma reclamação de direitos autorais, o responsável pela mídia social da SEGA encorajou os fãs ativamente a continuar produzindo mais jogos e conteúdo.

Do outro lado da moeda está a Nintendo. Eles retiraram do ar o remake de Metroid 2, fizeram o mesmo com Pokemon Uranium, proibiram o mod de No Man’s Sky que incluía o Mario, e ainda removeram centenas de jogos criados por fãs do site Game Jolt. Tudo bem que este último caso é mais controverso, já que o site da Game Jolt conseguia dinheiro com propaganda enquanto hospedava esses jogos. Mas ainda assim, a diferença é como a do dia para a noite quando se trata de fan games em geral.

A atitude da SEGA em relação a competições litigiosas mostra uma diferença imensa em como eles tratam conteúdos por fãs, e diríamos que eles fizeram isso direitinho. Jogos como Green Hill Paradise Act 2 geram interesse nas franquias e encorajam uma afeição maior com as mesmas. Eles já trouxeram até fãs para trabalhar em projetos. Christian Whitehead, que é um grande fã de Sonic, hoje é um programador em Sonic Mania. Casos semelhantes também envolvem o estúdio de Yu Suzuki, a Ys Net, que chamou um fã de Shenmue responsável por uma bela remasterização de alguns cenários do jogo no YouTube para ajudar em Shenmue III, assim como a Capcom também chamou os responsáveis pelo remake de fãs de Resident Evil 2 para trabalhar no remake oficial que ela mesma está produzindo.

É claro que a Nintendo tem todo o direito de querer proteger seus personagens e propriedades intelectuais, mas a SEGA mostra uma abordagem alternativa, e bem que a empresa do encanador bigodudo poderia aprender uma coisa ou outra com a empresa do ouriço azul.

E antes que alguém cite o controverso episódio de Streets of Rage Remake, isso já faz 5 anos, e hoje em dia já está mais do que claro que a SEGA mudou suas políticas, permitindo gameplays e trilhas sonoras no YouTube, mods de seus jogos de Mega Drive no Steam e até fan games. Basta 15 segundos de pesquisa no Google para achar o Streets of Rage Remake para download.

About Luis Guedes

Formado na área de Design Gráfico, cozinheiro nas horas livres e sempre está atrás de uma novidade.

Leave a comment

Procurar

Facebook

Nerdaiada no Twitter

Error code 89: Invalid or expired token.