Tudo que funcionou, ou não, em Assassin's Creed (SPOILERS) - Nerdaiada

Tudo que funcionou, ou não, em Assassin’s Creed (SPOILERS)
jan
17

Tudo que funcionou, ou não, em Assassin’s Creed (SPOILERS)

A fama da franquia Assassin’s Creed nos videogames cresceu bastante desde seu primeiro game lançado em 2007. Em apenas dez anos, seus jogos geraram uma legião de fãs, e, com isso, um grande lucro para a Ubisoft, empresa desenvolvedora de games responsável pela franquia.

No início deste ano chegou às salas de cinema do Brasil a primeira adaptação do game para as telonas, contando a história de Callum Lynch (Michael Fassbender), descendente de uma linhagem de Assassinos de grande importância, que é sequestrado de uma prisão por Templários contemporâneos. Após Lynch ser dado como morto durante um aparente processo de eutanásia, ele é submetido a uma máquina chamada Animus, capaz de ler as memórias genéticas presentes no DNA de Lynch para simular e reviver vidas antepassadas. Na história do filme, os Templários o colocam para reviver as memórias do assassino Aguillar, que agiu durante a época da inquisição espanhola.

O filme possui diversas referências aos games da série, desde as bombas de fumaça, símbolo da Irmandade Soviética dos Assassinos, até a famosa lâmina escondida, e a frase icônica “Nós trabalhamos na escuridão, para servir a luz…Somos Assassinos”. As grandes cenas de perseguição com o familiar parkour dos games também estão presentes, e todas as cenas de ação ficaram bastante fiéis e bem coreografadas, ao contrário das cenas nos tempos presentes, que foram mal desenvolvidas e tomam muito tempo de filme. Toda a Inquisição Espanhola é bem realizada e cheia de fan-services, com direito a assassinato aéreo, perseguição de cavalo a carruagem, cenas de execução, fuga, lutas espetaculares, e Saltos de fé.assassins

Mas uma adaptação não consegue viver só de fidelidade e ação desenfreada. Apesar do ator Michael Fassbender ter anunciado que o filme de Assassin’s Creed seria uma história única e canônica inserida no universo dos games de Assassin’s Creed, seu personagem, Callum Lynch, aparenta ser nada mais que um novo Desmond, personagem que nos games possui a mais importante linhagem dos Assassinos, com direito a uma história extremamente parecida. O filme tenta empurrar conteúdo dos 2 primeiros jogos da franquia em pouco tempo de duração. Uma dessas similaridades é o “Efeito de Sangramento” – os efeitos colaterais que aparecem com o uso extremo do Animus, que fazem Lynch passar a ter visões logo na primeira vez que utiliza a máquina. Em determinado momento, Sófia, a cientista responsável pela Abstergo, empresa de fachada dos templários, é colocada para convencer Lynch a utilizar o Animus por livre e espontânea vontade, para que não haja problemas na sincronização com Aguillar, e, consequentemente, perigo a vida do protagonista. Porém, cenas antes desta informação vir a tona, Lynch tinha sido posto contra a vontade no Animus e nenhum erro de memória aconteceu.AC2_Bleeding_Effect

A fidelidade aos games também não é perfeita. O filme em tese se passa durante o mesmo período histórico de Assassin’s Creed II. Mesmo que em localidades diferentes, em nenhum momento temos citação a família Bórgia, que deveria possuir bastante influência na trama pelo seu poder político na época. Os Assassinos, que durante esse período não cortavam mais o dedo anelar, voltam a cortar por algum motivo não explicado durante a trama, trazendo mais incoerências com os jogos.

O Animus foi re-imaginado de uma maneira totalmente diferente a dos games. A cama que levaria a uma espécie de “Matrix” carregando memórias do passado foi substituída por um braço biônico que se prende a cintura e conecta-se a partir da nuca. Os movimentos utilizados por Aguillar são então reproduzidos por Lynch, com feixes de luzes mostrando o que estão nas memórias visuais. Apesar de ser uma boa solução estética para fugir de comparações com filmes com temática de realidade virtual, o enredo teoricamente canônico com os games não explica o porquê do Animus alternativo.assasins-creed-nova-animus-760x428

No fim das contas, o filme de Assassin’s Creed se mostra péssimo tanto para fãs quanto para recém-chegados a franquia, com ambos se perdendo facilmente. Apesar dos elementos do game estarem ali, eles não fazem jús a uma série de jogos bem estruturada e com roteiros bem desenvolvidos. O enredo do filme não conta aparentemente nada, e seu final não é congruente com o que foi trabalhado.

About André Tapioca

Estudante de Cinema, Editor de vídeo do Nerdaiada, Cosplayer, e sempre pronto para qualquer desafio, seja em jogos ou mesmo no próprio trabalho.

One comment

  • Lucas
    jan 17, 2017 @ 15:21 pm

    De acordo

    Responder

Leave a comment

Procurar

Facebook

Nerdaiada no Twitter

Error code 89: Invalid or expired token.