Um sujeito nos créditos de Zelda prova que você deve acreditar nos seus sonhos - Nerdaiada

Um sujeito nos créditos de Zelda prova que você deve acreditar nos seus sonhos
mar
18

Um sujeito nos créditos de Zelda prova que você deve acreditar nos seus sonhos

Todo mundo cresce com um sonho. “Quero fazer jogos em uma grande empresa”, “quero escrever um livro bestseller”, “quero ser jornalista de games, “quero virar um cineasta”. O norte-americano Corey Michael Bunnell queria ser um game designer na Nintendo (e conseguiu). Não apenas isso, ele ajudou a fazer o maior título da empresa no momento, The Legend of Zelda: Breath of the Wild.
Recentemente, ele acabou chamando sem querer a atenção da internet porque seu nome se destacou no meio de centenas de japoneses que aparecem durante os créditos. No jogo ele aparece registrado como Programador de Vida Selvagem.
corey-bunnell-zelda-nintendo1Mas, afinal, quem é esse tal de Bunnell? O usuário Tizzlefix do Reddit decidiu descobrir e encontrou um registro muito especial: uma postagem do designer no fórum Translators Café, em outubro de 2007.corey-bunnell-zelda-nintendo2Na postagem, Bunnell contava seu sonho de morar no Japão e trabalhar na Nintendo como um game designer, um sonho que tinha desde que jogou Mario pela primeira vez. Ele pedia conselhos para concretizar esta meta que, para muitos, pode parecer apenas fantasia. “Eu basicamente farei qualquer coisa para atingir meu objetivo”, comentou em uma das respostas. Hoje sabemos que é ele estava falando sério.Em 2010, ele entrou para a Ritsumeikan University, onde chegou a aparecer em um vídeo falando sobre seu curso e confirmando que tinha começado um estágio em uma desenvolvedora. “Quero fazer um jogo que todos podem aproveitar, o mundo todo”, explicou. Com Breath of the Wild nas prateleiras, podemos considerar que ele conseguiu isso.

Bunnell nunca desistiu de seu sonho, por mais improvável que parecesse. Que esta seja uma lição para todos nós que já pensamos em deixar nossos objetivos de lado por parecerem difíceis ou distantes.Claro, querer nem sempre é poder, mas a perseverança pode fazer toda a diferença, com certeza.

About Luis Guedes

Formado na área de Design Gráfico, cozinheiro nas horas livres e sempre está atrás de uma novidade.

Leave a comment

Procurar

Facebook

Nerdaiada no Twitter

Error code 89: Invalid or expired token.